Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \28\UTC 2014

ano_novo

Para você ganhar um belíssimo Ano Novo,
não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.

Não precisa chorar de arrependimento
pelas besteiras consumadas nem
parvamente acreditar que por decreto
da esperança a partir de Janeiro
as coisas mudem e seja claridade,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
recompensa, direitos respeitados,
começando pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um ano-novo que mereça
este nome, você, meu caro, tem de
merecê-lo, tem de fazê-lo novo…

Eu sei que não é fácil…
mas tente, experimente, consciente.

É dentro de você que o Ano Novo
dorme e espera desde sempre.

(autor desconhecido)

Read Full Post »

natal5

Um momento doce e cheio de significado para as nossas vidas.
É tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca.
É momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperança que mora dentro de nossos corações.
É sempre tempo de contemplar aquele menino pobre, que nasceu numa manjedoura, para nos fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui.

Noite cristã, onde a alegria invade nossos corações trazendo a paz e a harmonia.

O Natal é um dia festivo e espero que o seu olhar possa estar voltado para uma festa maior, a festa do nascimento de Cristo dentro de seu coração.

Que neste Natal você e sua família sintam mais forte ainda o significado da palavra amor, que traga raios de luz que iluminem o seu caminho e transformem o seu coração a cada dia, fazendo que você viva sempre com muita felicidade.

Também é tempo de refazer planos, reconsiderar os equívocos e retomar o caminho para uma vida cada vez mais feliz.
Teremos outras 365 novas oportunidades de dizer à vida, que de fato queremos ser plenamente felizes.
Que queremos viver cada dia, cada hora e cada minuto em sua plenitude, como se fosse o último.
Que queremos renovação e buscaremos os grandes milagres da vida a cada instante.

Todo Ano Novo é hora de renascer, de florescer, de viver de novo.
Aproveite este ano que está chegando para realizar todos os seus sonhos!

Feliz Natal e um próspero Ano Novo!

(autor desconhecido)

Read Full Post »

Presentes existem de todos os tipos e para todos os gostos, no entanto, não é fácil executar a nobre arte de presentear. Às vezes é difícil descobrir qual o presente que representaria melhor a intenção do presenteador e agradaria melhor o presenteado… Cada momento e cada relação exige um cuidado especial. Mas, se nossa intenção é somente mostrar ao outro nossa simpatia, nosso carinho, pequenos encantos fazem muito bem este papel. Uma bela flor, um bom vinho, um livro de poesias…

Por que de poesias?

Duas observações:

1. Ler poesia estimula a memória afetiva.
Quando lemos um texto, as palavras são processadas no cérebro, independente do estilo literário. A poesia, entretanto, por ser mais emotiva do que textos em prosa, atua em parte do cérebro responsável pela memória e pelos sentimentos, assim como a música.
Um estudo na Universidade de Exeter, em Devon, Reino Unido, comprovou, através de ressonância magnética, este fato, em um grupo de voluntários que permitiram que sua atividade cerebral fosse monitorada, enquanto liam textos de prosa e poesia. E, por ser mais comovente, os poemas atingiam uma região do córtex posterior e do lobo temporal onde se processam os pensamentos introspectivos.
Esta pesquisa, publicada na revista “Journal of Consciousness Studies” foi a primeira a medir diretamente a resposta do estímulo gerado pela poesia e pela prosa no cérebro e, segundo Adam Zeman, que a liderou, “as novas imagens do cérebro possibilitadas pela tecnologia nos dão um crescente corpo de evidências sobre como o cérebro responde à experiência da arte”.

2. A poesia estimula mais o cérebro do que livros de autoajuda.
Uma pesquisa desenvolvida por especialistas em ciência, psicologia e literatura inglesa, da Universidade de Liverpol, comprova que a poesia é mais útil que os livros de autoajuda, visto afetar o lado direito do cérebro.
Segundo os autores, a atividade do cérebro “dispara” quando o leitor encontra palavras incomuns ou frases com uma estrutura semântica complexa, mas não reage quando esse mesmo conteúdo se expressa com fórmulas de uso cotidiano.
Segundo o professor David, responsável pela apresentação do estudo, “A poesia não é só uma questão de estilo. A descrição profunda de experiências acrescenta elementos emocionais e biográficos ao conhecimento cognitivo que já possuímos de nossas lembranças”.

Acredita-se que a poesia seja anterior à escrita, pois aparece entre os primeiros registros da maioria das culturas letradas e, provavelmente, foram compostas para ajudar a memorização e transmissão oral dos conhecimentos nas sociedades antigas.

Posso te sugerir um título?

“Só letrando… o amor & outras manias”
Possui 126 páginas, contendo 93 poesias, sendo 38 sonetos.
Está disponível na Livraria Mundial – Pelotas/RS ou pelo site http://www.livrariamundial.com.br/

basta clicar aqui http://www.livrariamundial.com.br/procurar?utf8=%E2%9C%93&produto_busca=S%C3%B3+letrando…+o+amor+%26+outras+manias

capa 15x21

É de minha autoria e, a realização de um sonho que acalento há muito tempo.
Ele retrata momentos da minha vida, em que deixei a sensibilidade iluminar minha caminhada. Nunca peguei uma folha na intenção de escrever. Fi-lo quando não pude evitar. E, gratificado, por havê-los permitido viver no papel, recordo, com carinho e saudade, destes momentos, do entorno, dos sentimentos e das pessoas que os inspiraram.
Quantos olhares, quantos sorrisos, quantos sonhos, quanta felicidade! A vida é, realmente, ma-ra-vi-lho-sa!

E são estas experiências, estes encantos, que tento retratar em minhas poesias.
Espero que leias e que gostes… e, se gostares, presenteie aqueles que possam gostar também.
De toda forma, estarei atento à toda e qualquer observação, agradecido à atenção que me distinguires.

Muita paz!
Mário Campello

Read Full Post »

a1

É importante recordarmos o adolescente que nós fomos. Eu lembro que no aniversário de um amigo, nós – adolescentes – resolvemos fazer uma brincadeira e entregar-lhe um presente. Era uma caixa muito grande!

Surpreso diante dos convidados, ele abriu a caixa, e encontrou uma caixa um pouco menor. Abriu-a e tornou a encontrar outra, numa sucessão de embrulhos e caixas que parecia não ter fim. Havia passado um longo tempo desembrulhando caixas, com a ajuda dos convidados, quando, finalmente, lá estava uma caixinha, onde ele encontrou um anel, que o deixou emocionado.

Nas tantas circunstâncias em que a vida nos separa de seres que um dia nos foram tão caros, eu perdi o contato com esse amigo, mas suponho que ele guarda esse presente até hoje, pelo menos na lembrança.

Essa recordação nos permite fazer uma comparação.

A cada momento a vida está nos presenteando com oportunidades, mas esses presentes estão quase sempre muito bem embrulhados, por isso não o vemos com facilidade. É preciso ter a observação treinada e a sensibilidade sem travas.
É preciso paciência ativa para desembrulhá-los com a reflexão, porque as oportunidades só encontram quem está preparado para recebê-las.

A arte de viver começa a ser percebida quando aprendemos a desembrulhar os presentes que a vida nos oferece e quando conseguimos presentear com sentimentos perceptíveis os seres que amamos.

(Jarbas Mattos)

Read Full Post »