Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \25\UTC 2014

Imagem

Ela estava ao meu lado, quando acordei essa manhã. 

Como todas as manhãs em 7 anos de casamento, olhei pro seu rosto, toquei o seu cabelo, fiquei observando ela dormindo e agradeci aos céus por ela estar ali. Não queria acordá-la, tinha um plano secreto de ir até a padaria, comprar pão, preparar o café e levar na cama. Adoro fazer isso. Fico tão feliz quando ela acorda e vê a bandeja com o desjejum e sente o cheiro do café. Talvez por ela ser um desastre na cozinha e mal conseguir fritar um ovo, que empenho todas as minhas forças para que o café seja perfeito. Eu a amo, mas sei que mesmo com todo o meu esforço, não há garantia que ela sempre esteja ali.

Na semana, corremos como ratos em busca do nosso queijo: café na padaria, beijos trocados em ônibus lotados e abraços de despedidas dentro do vagão do metrô. Durante o fim de semana, as manhãs de Sábado e Domingo são sagradas, e o café na cama faz parte do ritual de parar o tempo e fingir que somos dois planetas girando na órbita do nosso sol amor. 

Sim, sou romântico, até onde consigo ser; acredito que todo o homem tem a obrigação de tratar sua mulher como uma rainha, afinal se ela não merece ser tratada como tal, porque diabos, ficar ao lado dela?

Nem sempre pensei assim, mas agora acredito que se você tem um amigo, uma namorada, uma mãe, uma família, nesse mundo tão descrente em amor, você tem toda a riqueza que um homem precisa durante a vida para estar realizado. Aprendi isso com a vida, pois amar é aprender na prática, afinal, o amor não vem com manual.

Na escola, não aprendemos a amar e respeitar a nossa família; são as brigas, as picuinhas e ainda assim o suporte mesmo quando estamos errados, que nos ensinam o quanto é eterno o laço que nos une. Na rua, não aprendemos a amar uma mulher; são os relacionamentos destruídos por ciúme, insegurança e imaturidade, que nos molda pouco a pouco para que percebamos, que estar ao lado de alguém é uma dádiva, um presente, uma chance de moldarmos a realidade e ser felizes com algo que não seja descrito em cifrões.

Amar é cuidar, é sentir vontade de sorrir quando quem é amado por nós está feliz. Amar é ser amado em retorno. Amar é sentir que vale a pena continuar a acreditar que esse amor irá durar pra sempre. 

O problema é que nem sempre dura…

Sim, há chance de uma hora o mundo separar até mesmo os casais que parecem estar mais apaixonados. São muitos os motivos: outra pessoa, um novo caminho em que exige apenas dois pés e não mais quatro, mas seja qual for a razão, embora o fim de um relacionamento seja, assim como a morte, inevitável; há em nossas mãos, sempre uma chance de transformar outono em primavera.

Aceitar que alguém tem o direito de partir, não significa permanecer o tempo inteiro à espera que isso aconteça; pelo contrário, é reconhecer que as pessoas mudam e se o casal souber mudar junto, renovar-se e mantiver o relacionamento sempre baseado no respeito e na amizade, esse amor, que aparentemente tinha prazo para acabar, voltará a se revitalizar e irá durar outros tantos ciclos e cafés na cama aos domingos.

O amor não nos dá garantia de quanto tempo irá durar; mas a maneira como tratamos quem está do nosso lado especifica se o nosso amor já passou da data de validade. 

(Frank Oliveira)

Anúncios

Read Full Post »

Imagem

 

Um dia, meu filho, você foi frágil, absolutamente indefeso e dependia de seus pais nos mínimos detalhes!
Estava nos seus primeiros contatos com o mundo! 
Sorria de todas as coisas e chorava com intensa facilidade. 
Era tudo muito mágico!

Em nossos braços, você encontrava a segurança e secava suas lágrimas. 
Lágrimas de “birra”, de malcriação, de pequenos tombos que não doíam tanto assim, mas, você só parava de chorar, quando se encolhia em nosso abraço.

Agora, você já não vem correndo indefeso! 

Seu olhar infantil e desprotegido, cedeu lugar a um jeito todo diferente de ser! 
A vida fez você crescer e como cresceu! 
Se tornou autossuficiente! (ou pensa que se tornou).
E olha pra gente como se o mundo fosse todo seu e a razão estivesse sempre do seu lado. 

Calma, meu filho! Em parte, você tem razão! Mas só em parte! 
O mundo é todo nosso sim, embora, muitas das vezes tenhamos que encarar as diversas situações da vida, com uma “overdose” de humildade.
Mas… os jovens só entendem isso, quando já não são tão jovens!
E a razão, meu filho, nunca é de ninguém, por que a cada minuto, há sempre um novo detalhe para aprendermos!

Agora, você já não nos procura mais, após os “tombos da vida”. 
E se lágrimas rolam, você já não nos deixa secá-las! 
Afinal, uma pessoa adulta, não corre para os pais… isso é coisa de criança, não é mesmo? (ou não?)
O seu contato com a vida, no presente, é muito mais real e já não precisa tanto do nosso olhar protetor!
Se observarmos pelo lado prático… esses sapatos que você está usando no momento, oferecem muito mais segurança e é de cima deles que você agora vê o mundo.

Traga com esses novos passos, a bagagem linda que sempre procuramos lhe passar.
Por mais que a vida às vezes seja confusa, e nem sempre, exatamente do jeito que a gente gostaria que fosse.
Ainda assim, filho… vale a pena cair… levantar… aprender… rir… chorar… saber agradecer! Vale a pena viver! 

Você pode fazer da sua vida, uma canção!
Você pode e deve ser um vencedor!

É importante você ter consciência da sua missão no mundo e fazer dela, tudo o que souber e puder para crescer como ser humano. Não deixando de lado, em nenhum momento, a humildade!
Por que com ela, você viverá também momentos de sabedoria!
Não deve esquecer o respeito e a capacidade de ouvir o próximo.
Saiba discernir, seja justo e tenha muita Fé!
É importante, meu filho… trazer também na sua bagagem, algo chamado TERNURA! Ela cabe em qualquer cantinho! 
No coração, no olhar… ela vai lhe fazer muito bem!

O que dizer… entre um sapato e outro? Tantas coisas…
Saiba que… o nosso olhar ainda é o mesmo… protetor… (os pais são assim!)
O nosso abraço, ainda está aqui, esperando você, em “qualquer tombo”.
O nosso jeito bobo de ser… entre um sapato e outro, continua o mesmo… por que somos seus pais… e será sempre maravilhoso ter você como nosso filho!

“Filho, como posso ajudá-lo a ver? Posso lhe oferecer meus ombros para você subir? 
Agora você está vendo mais longe do que eu. 
Agora você vê por nós dois.
Não quer me dizer o que está vendo?” 

 (H.J.Brown)

Read Full Post »

Imagem

“O que você fez HOJE é muito importante, porque você está trocando um dia de sua vida por isso.”

Mas, normalmente desperdiçamos nosso tempo.

Esperamos demais para fazer o que precisa ser feito, num mundo que só nos dá um dia de cada vez, sem nenhuma garantia do amanhã.
Enquanto lamentamos que a vida é curta, agimos como se tivéssemos à nossa disposição  um estoque inesgotável de tempo.

Esperamos demais… 

Esperamos demais para dizer as palavras de perdão que devem ser ditas, para pôr de lado os rancores que devem ser expulsos, para expressar gratidão, para dar ânimo, para oferecer consolo.

Esperamos demais para sermos generosos, deixando que a demora diminua a alegria de dar espontaneamente.

Esperamos demais para enunciar as preces que estão esperando  para atravessar nossos lábios, para executar as tarefas que estão esperando para serem cumpridas, para demonstrar o amor que talvez não seja mais necessário amanhã.

Esperamos demais nos bastidores quando a vida tem um papel para desempenharmos no palco.

Deus também está esperando nós pararmos de esperar.

Esperando que comecemos a fazer agora tudo aquilo para o qual este dia e esta vida nos foram dados.

 

É hora de viver…

 

 

(Henry Sobel)

Read Full Post »

Imagem

Não tenha medo de brilhar, 
nem tema a inveja de uns e outros,
se é para estudar, estude um pouco mais,
se é para trabalhar, concentre-se na tarefa,
se é para ensinar, prepare a sua aula,
se é para limpar, não deixe nenhum cantinho,
não se esconda dos holofotes,
saber receber elogios merecidos é divino.

Muitos se escondem atrás de máscaras,
e por medo ou timidez, deixam de realizar,
o que gostariam ou poderiam realizar.
Pessoas capazes de levantar uma empresa,
de consertar um lar destruído,
de ensinar uma profissão para alguém,
e estão escondidas em si mesmas.

Bote para fora o seu talento, 
cante, dance, ensine, trabalhe, pinte,
expresse-se com a alma, trabalhe com garra,
não importa a multidão, nem o que vão pensar,
importa sim, você ter o prazer, 
ter a certeza de ter feito o seu “melhor”,
e quando a noite chegar, deitar e dormir,
dormir com aquele sorriso no rosto,
de mais um dia vencido, dever cumprido,
sem medo de brilhar…

(Paulo Roberto Gaefke)

Read Full Post »