Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \30\UTC 2011

. Arrume tempo


Arrume tempo para ser feliz.
É fundamental que você não repare apenas nas flores, mas tenha tempo para sentir seus odores e apreciar suas cores e, principalmente, disponha de tempo para oferecer uma flor para alguém.

Arrume tempo para a boa música.
É fundamental que você ouça uma boa música, mas mais importante ainda é deixar que a música flua e limpe a sua alma, que ela penetre no seu ser e que você viva cada nota.

Arrume tempo para relaxar.
Tenha tempo para se deixar levar pelas coisas simples da vida como meditar, orar, se emocionar, brincar no parque, andar de patins, de bicicleta ou simplesmente não fazer nada…

Arrume tempo para uma viagem.
Pode ser uma viagem curta ou longa, tudo depende de sua disposição, tempo e dinheiro. Mas, o mais importante é ter tempo para curtir a paisagem e não ficar esperando apenas pela chegada ao local.

Arrume tempo para uma boa leitura.
Leia um livro, mas tenha tempo para ler e viajar com os personagens até aonde a emoção puder levá-lo.

Arrume tempo para organizar-se.
É fundamental ter tempo para organizar suas coisas, mas é fundamental ter um tempo para organizar suas idéias, seus desejos e reciclar seus sonhos. Sonhos parados são como água estagnada, criam limbo, bichos e doenças.

Arrume tempo para a família.
É fundamental criar filhos, namorar (mesmo depois de 30 anos de casados), bater papo com os pais, com os irmãos, com os amigos mais próximos. Mas é muito importante que você não guarde mágoas, por isso a conversa ainda é a melhor resposta contra as dúvidas, dores e separações.

Arrume tempo para Deus.
É fundamental contar com Deus. Seja qual for sua crença, seja qual for sua religião, sem Deus é impossível ser plenamente feliz. Quanto tempo de sua vida é dedicado a Ele? Quantos minutinhos você dedica à leitura de um salmo, um versículo, uma passagem da Bíblia para meditar e praticar mudanças? Quanto de suas decisões tem a opinião de Deus?

Arrume tempo para o amor.
Ame-se! Ame muito. Não se importe com as dores e decepções do amor. Infeliz é aquele que ainda não viveu um grande amor, e todo amor fica enorme quando você respeita o sentimento que habita em você e existe para fazê-lo feliz!

(Paulo Roberto Gaefke)

Anúncios

Read Full Post »

. Regras de vida

1. Faça pausas de dez minutos a cada duas horas de trabalho, no máximo. Repita essas pausas na vida diária e pense em você, analisando suas atitudes.

2. Aprenda a dizer não sem se sentir culpado ou achar que magoou. Querer agradar a todos é um desgaste enorme.

3. Planeje seu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso, consciente de que nem tudo depende de você.

4. Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez. Por mais ágeis que sejam os seus quadros mentais, você se exaure.

5. Esqueça, de uma vez por todas, que você é imprescindível. No trabalho, casa, no grupo habitual. Por mais que isso lhe desagrade, tudo anda sem a sua atuação, a não ser você mesmo.

6. Abra mão de ser o responsável pelo prazer de todos. Não é você a fonte dos desejos, o eterno mestre de cerimônias.

7. Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso de pedir às pessoas certas.

8. Diferencie problemas reais de problemas imaginários e elimine-os porque são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas mais importantes.

9. Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e tomar banho, sem também achar que é o máximo a se conseguir na vida.

10. Evite se envolver na ansiedade e tensão alheias enquanto ansiedade e tensão. Espere um pouco e depois retome o diálogo, a ação.

11. Família não é você, está junto de você, compõe o seu mundo, mas não é a sua própria identidade.

12. Entenda que princípios e convicções fechadas podem ser um grande peso, a trave do movimento e da busca.

13. É preciso ter sempre alguém em que se possa confiar e falar abertamente ao menos num raio de cem quilômetros. Não adianta estar mais longe.

14. Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar a roda. Nunca perca o sentido da importância sutil de uma saída discreta.

15. Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com esse lixo mental; escute o que falaram bem, com reserva analítica, sem qualquer convencimento.

16. Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo… para quem quer ficar esgotado e perder o melhor.

17. A rigidez é boa na pedra, não no homem. A ele cabe firmeza, o que é muito diferente.

18. Uma hora de intenso prazer substitui com folga 3 horas de sono perdido. O prazer recompõe mais que o sono. Logo, não perca uma oportunidade de divertir-se.

19. Não abandone suas 3 grandes e inabaláveis amigas: a intuição, a inocência e a fé!

20. E entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente: VOCÊ É O QUE SE FIZER SER!

(Guerdjef / pensador russo)

Read Full Post »

“Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final.

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos – não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram. Foi despedido do trabalho?
Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações? Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu. Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.

O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora. Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.

Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração – e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar. Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.

Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do “momento ideal”. Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará. Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa – nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante. Encerrando ciclos.
Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.”

(Glória Hurtado)

Read Full Post »


“Era uma vez um camponês que foi à floresta vizinha apanhar um pássaro para mantê-lo em sua casa”. Conseguiu pegar um filhote de águia.
Colocou-o no galinheiro junto com as galinhas. Comia milho e ração própria para as galinhas.
Embora a águia fosse o rei/rainha de todos os pássaros.
Depois de 5 anos, este homem recebeu a visita de um naturalista. Enquanto passeavam pelo jardim, disse o naturalista:
– Este pássaro aí não é uma galinha. É uma águia.
– De fato, disse o camponês. É uma águia. Mas eu a criei como galinha. Ela não é mais uma águia.
Transformou-se em galinha como as outras, apesar das asas de quase três metros de extensão.
– Não – retrucou o naturalista. Ela é e será sempre uma águia. Pois tem um coração de águia. Este coração a fará ir um dia às alturas.
– Não, não – insistiu o camponês. Ela virou galinha e jamais voará como águia.
Então decidiram fazer uma prova. O naturalista tomou a águia, ergueu-a bem alto e desafiando-a disse:
– Já que de fato você é uma águia, já que você pertence aos céu e não a terra, então abra suas asas e voe!
– A águia posou sobre o braço estendido do naturalista. Olhava distraidamente ao redor. Viu as galinhas lá embaixo, ciscando grãos. E pulou para junto delas.
– O camponês comentou:
– Eu lhe disse, ela virou uma simples galinha !
– Não – tornou a insistir o naturalista. Ela é uma águia. E uma águia será sempre uma águia.
Vamos experimentar novamente amanhã.
– No dia seguinte, o naturalista subiu com a águia no teto da casa.
– Sussurrou-lhe: Águia, já que você é uma águia, abra as suas asas e voe !
– Mas quando a águia viu lá embaixo as galinhas, ciscando o chão, pulou e foi para junto delas.
O camponês sorriu e voltou à sua carga:
– Eu lhe havia dito, ela virou galinha !
– Não, respondeu firmemente o naturalista. Ela é águia. possuirá sempre um coração de águia.
Vamos experimentar ainda uma última vez. Amanhã a farei voar.
No dia seguinte, o naturalista e o camponês levantaram bem cedo. Pegaram à águia, levaram-na para fora da cidade, longe das casas dos homens, no alto de uma montanha. O sol nascente dourava os picos das montanhas.
O naturalista ergueu a águia para o alto e ordenou-lhe:
– Águia, já que você é uma águia, já que você pertence ao céu e não a terra, abra as suas asas e voe!
A águia olhou ao redor. Tremia como se experimentasse nova vida. Mas não voou. Então o naturalista segurou-a firmemente, bem na direção do sol, para que seus olhos pudessem encher-se da claridade solar e da vastidão do horizonte.
Neste momento, ela abriu suas potentes asas, grasnou com o típico kau-kau das águias e ergueu-se soberana, sobre si mesma. E começou a voar, a voar para o alto, a voar cada vez para mais alto. Voou… voou… até confundir-se com o azul do firmamento”.

Pensem nisso…

Cada pessoa tem dentro de si uma águia. Ela quer nascer. Sente o chamado das alturas. Busca o sol.
Por isso somos constantemente desafiados a libertar a águia que nos habita.
Uma águia tem dentro de si o chamado do infinito. Seu coração sente os picos mais altos das montanhas. Por mais que seja submetida a condições de escravidão, ela nunca deixará de ouvir sua própria natureza de águia que a convoca para as alturas sublimes.
As pessoas que alçam vôo sublime são as que se recusam a deitar-se, a suspirar e desejar que as coisas mudem!
Estas pessoas visualizam em suas mentes que não são desistentes, não permitirão que as circunstâncias da vida as empurrem lá para baixo, e as mantenham subjugadas com galinhas.

“Vamos, voe… voe e vença, ocupe o lugar a que é seu no alto do penhasco”.

(Leonardo Boff, baseado numa história de James Aggrey)

Read Full Post »

Todos os dias, quando você acorda e abre os olhos pela manhã, você ganha o maior de todos os prêmios já oferecido ao ser humano, você novamente inicia um novo dia.

Muitos não têm mais essa oportunidade.

Vamos viver esse dia que se inicia com toda intensidade e otimismo.
Vamos iniciá-lo sorrindo.
Mire-se no espelho e dê um belo ” Boooommm Diaaaa!”
à pessoa mais importante desse universo: VOCÊ !

Se você não se amar, não será capaz de amar ninguém.
Se você não se ajudar, não poderá ajudar ninguém.
Uma pessoa com auto-estima baixa, em que poderá contribuir?

Dê um forte abraço em você mesmo.
Você é único no universo.
Repare: – Você está vivo, venceu mais um dia!
É isso que importa, iniciar mais um novo dia.
E fazer desse dia o seu melhor dia, só depende de você.

O sorriso contagia e não lhe custa nada.
Sorria para seus filhos, para sua esposa ou esposo, para seus pais e para todos aqueles que convivem com você.

Se você franzir a testa, você contrairá 60 músculos, mas para sorrir, apenas 16.
Ao menos por economia, sorria sempre!

Pronto!
Você começou o dia com otimismo, sua mente está aberta para tirar desse dia tudo que ele possa lhe oferecer de bom.
Procure somente o positivo em tudo que você fizer, esqueça do negativo.
O positivo sempre estará em todas as suas ações, basta você querer encontrá-lo.

Liste suas tarefas de hoje, somente as de hoje, e esqueça as de ontem, elas já são passado.
Deixe de lado as do amanhã, até que ele se torne hoje.

O dia tem vinte e quatro horas, divida-o em três partes:
oito horas para o sono, oito horas para o trabalho e oito horas para o seu “relax” e de sua família.

Tenha tempo para os seus filhos, antes que você necessite do tempo deles.
Tenha tempo para sua esposa ou esposo, para que desfrutem da vida, enquanto vida tiverem, mas não se esqueça de reservar um tempinho para sua meditação.

Esse é o segredo da vida.
Mas não basta lê-lo, nem tampouco guardá-lo com sete chaves… é preciso colocar em uso estes ensinamentos, mostrando através de nosso exemplo que a vida é bela e merece ser vivida.”

(autor desconhecido)

Se souberes a autoria, por favor, me informe.

Read Full Post »